Categories
Sobre Movimentos

Como Deus Está se Movimentando Através do Sul da Ásia – Parte 2

Como Deus Está se Movimentando Através do Sul da Ásia – Parte 2

– Por família “Walker” –

Na parte 1 compartilhamos o desdobramento de um MPI no sul da Ásia, de nosso ponto de vista como estrangeiros, e o ponto de vista de nosso parceiro-chave Sanjay. Aqui estão algumas das muitas lições que aprendemos no processo: 

  1. Mateus 10, Lucas 9 e 10 oferecem uma estratégia eficiente para se conectar com pessoas perdidas. 
  2. Milagres (cura e/ou libertação demoníaca) são um aspecto consistente das pessoas que entram no Reino.
  3. Quanto mais fácil for o Processo de Descoberta, mais eficaz será. Assim, simplificamos a ferramenta várias vezes. 
  4. O treinamento a partir da Palavra de Deus é mais poderoso, eficiente e com mais potencial para ser reproduzido do que ferramentas e métodos feitos pelo homem.
  5. É melhor investir profundamente na capacitação das pessoas que estão aplicando os princípios do MPI do que focar em realizar mais treinamentos.
  6. Todos devem obedecer amorosamente a Jesus, e todos devem passar o treinamento para alguém mais.
  7. É vital mostrar quando alguém está seguindo a tradição e não a Palavra, mas apenas com sensibilidade cultural e confiança crescente, não como um ataque. 
  8. É vital chegar aos lares, não apenas aos indivíduos. 
  9. Use os Estudos Bíblicos de Descoberta (EBD) tanto para igrejas como para pré-igrejas. 
  10. Capacitar discípulos analfabetos e semialfabetizados para fazer o trabalho é o que dá mais frutos. Para esse fim, fornecemos aparelhinhos de som recarregáveis e baratos com conjuntos de histórias em cartões de memória para aqueles que não sabem ler. Cerca da metade das igrejas foi plantada com o uso desses aparelhos. Discípulos se sentam juntos, ouvem as histórias e as aplicam às suas vidas.
  11. Círculos de liderança fornecem orientação mútua, sustentável e reprodutível para líderes. 
  12. A oração intercessora e a oração de escuta (que inclui tempo de silêncio para ouvir a Deus) são cruciais.

O movimento tem chegado consistentemente além da 4ª geração de grupos em muitos lugares. Em alguns poucos locais, chegou a 29 gerações. De fato, isto não é apenas um movimento, mas múltiplos movimentos, em mais de 6 regiões geográficas, diversas línguas e diversos contextos religiosos. Apenas uma pequena parte das igrejas utiliza edifícios especiais ou espaços alugados; quase todas são igrejas domésticas, que se reúnem em uma casa ou pátio, ou debaixo de uma árvore.

Nossos papéis como catalisadores externos (Estrangeiros) 

  • Oferecemos mudanças de paradigma bíblicas, simples e replicáveis.
  • Fornecemos forte apoio à oração como equipe, e também mobilizamos apoio estratégico de oração do exterior.
  • Fazemos perguntas.
  • Treinamos nacionais para que treinem outros.
  • Oferecemos orientação se/quando o passo seguinte não estiver claro.
  • Somos muito cuidadosos ao enfrentar um problema sobre o qual possamos discordar de Sanjay e John. Nós os consideramos mais importantes do que nós mesmos. Eles não são nossos funcionários, mas co-operadores que buscam obedecer ao Senhor juntos. Assim, nós os encorajamos a não apenas acolher o que falamos sobre qualquer assunto, mas também a buscar o Senhor pessoalmente para ver o que Ele está dizendo.
  • Algumas vezes convidamos nosso mentor pessoal do MFD para se encontrar com Sanjay e John para que eles possam ouvir de alguém que tenha visto e feito mais do que nós.
  • Nós nos esforçamos para diminuir seus sentimentos de dependência em relação a nós. Optamos ativamente por sair do caminho o mais rapidamente possível.
  • Fornecemos ferramentas para líderes de discipulado (treinamentos bíblicos e treinamentos para crescimento de liderança), e ferramentas para discipulado nas igrejas (Estudos de Descoberta).

O Papel da Mulher No Movimento

As líderes femininas surgiram em processos de discipulado facilitados por líderes masculinos. As líderes femininas também se multiplicaram e desenvolveram outras líderes femininas. Na verdade, as líderes femininas constituem um componente chave do trabalho, possivelmente até 30-40% dos líderes centrais dos movimentos. Mulheres, mesmo jovens, lideram igrejas domésticas, plantam novas igrejas e batizam outras mulheres.

O Papel de Líderes Chave Internos 

Os nacionais são os que fazem o trabalho “real”. Percorrem as estradas poeirentas, entram nas casas e oram por milagres e libertação. São eles que iniciam os estudos bíblicos com simples agricultores e suas famílias, ficando em suas casas e comendo sua comida, mesmo quando a temperatura está próxima de 40 graus e não há eletricidade ou água. Fazem o trabalho e estão entusiasmados com os frutos que estão produzindo! Suas histórias alimentam o resto de nós para continuarmos.

Fatores Chave em Andamento

  1. Oração de escuta. Orar é nosso trabalho. O Senhor alterou e ajustou nossas abordagens muitas vezes através da oração. Ouvir é uma parte importante da oração. Tem havido muitas mudanças ao longo do caminho. Tantas perguntas: O que vem a seguir? Devemos trabalhar com esta pessoa? Chegamos a um “impasse”; que Escrituras devemos usar para o próximo treinamento? Será um bom uso dos nossos recursos? É hora de dispensar este irmão que não está aplicando o modelo, ou devemos dar mais uma chance a ele? Devemos continuar o treinamento nesta cidade ou é um beco sem saída? Nós, a equipe inteira, aprendemos a sentar e aguardar a resposta de Deus, não importa qual seja a pergunta.
  2. Milagres. O movimento tem crescido principalmente em bases relacionais através de milagres. Temos visto muitas curas e libertações de demônios. Milagres não apenas abrem portas para um EBD, mas notícias sobre milagres se espalham ao longo das relações familiares e de relacionamentos para que outras famílias se abram. Por exemplo, um discípulo pode encontrar uma oportunidade de orar por uma pessoa endemoniada. Quando a pessoa é libertada, a palavra se espalha por toda sua família, incluindo parentes que vivem em outras aldeias. Esses parentes pedem ao discípulo que também vá orar por eles. Quando o discípulo e a pessoa recém libertada vão e oram, muitas vezes um milagre acontece também para os parentes, e outro EBD começa. Desta forma, pessoas simples e sem instrução – inclusive aquelas que mal chegaram ao Reino – veem o Reino de Deus crescer. 
  3. Avaliação. Fazemos muitas perguntas: “Como estamos indo? Nossas ações atuais nos levarão para onde queremos ir? Se fizermos _____, os nacionais poderão fazê-lo sem nós? Eles podem replicar isso?” 
  4. Somos muito cautelosos quanto ao uso dos recursos. 
  5. Adaptamos nosso material. Somos seletivos quanto aos materiais que utilizamos. Se um novo recurso que nos foi dado não se encaixa bem, nós o ajustamos. Não há uma fórmula que funcione para todos.
  6. Estamos centrados na Escritura. Qualquer “bom ensinamento” que pudéssemos dar nunca seria tão eficaz quanto o que o Espírito Santo pode imprimir no coração das pessoas através da Palavra. Portanto, cada treinamento que realizamos tem uma forte base bíblica. Durante os treinamentos, todos fazem observações, fazem perguntas e se aprofundam.
  7. Cada um compartilha com os outros o que aprende. Ninguém é um lago; todos somos rios. Espera-se que os discípulos passem cada treinamento que recebem para suas próprias correntes de discipulado.

Louvamos a Deus pelo grande trabalho que Ele tem feito desde que nossa equipe começou a focar exclusivamente no mandato de fazer discípulos de todas as nações.

A família “Walker” começou o trabalho transcultural em 2001. Em 2006, eles se juntaram a Beyond (www.beyond.org) e em 2011 começaram a aplicar os princípios do MFD. Eles se uniram à “Phoebe” em 2013. Phoebe e os Walker mudaram de país em 2016 e têm apoiado os movimentos à distância.

Esta é uma ampliação de um artigo publicado na edição de janeiro-fevereiro de 2018 da Mission Frontiers e inclui material extraído do livro “Queridos Papai e Mamãe: Uma Aventura na Obediência”, de R. Rekedal Smith; publicado na íntegra nas páginas 121-129 do livro 24:14 – Um Testemunho para Todos os Povos, disponível em 24:14 ou na Amazon.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *